Farroupilha decreta situação de emergência por causa da estiagem

O prefeito de Farroupilha Pedro Pedrozo (PSB) decretou situação de emergência por causa da estiagem. Os prejuízos chegam ao menos R$ 37 milhões aos produtores rurais. Um laudo técnico feito pela Emater serviu de base para a decisão da prefeitura, que foi publicada no Diário Oficial do Município no dia 20 de maio.

A dimensão dos prejuízos e número de famílias atingidas será conhecida a partir de um novo levantamento que está sendo realizado por entidades que integram o grupo de enfrentamento à estiagem. Uma prévia desse levantamento deve ser apresentada na próxima quarta-feira, 27. O resultado será importante para definir ações que serão tomadas pela prefeitura para auxiliar os produtores rurais.

Está sendo avaliada a instalação de caixas d’água e cisternas ou até mesmo o transporte de água potável até a zona rural. Segundo levantamento feito em abril, 400 famílias enfrentavam dificuldade para o próprio consumo. A esperança é que com a chuva de semana passada, a situação possa ter mudado.

O decreto de situação de emergência as ações do poder público, pois permite a dispensa de licitações e produtores rurais possam renegociar suas dívidas feitas com bancos para investimentos nas propriedades.

 

Foto: arquivo