36º BPM implanta Patrulha Maria da Penha em Farroupilha

O 36º Batalhão de Polícia Militar (BPM) iniciou ontem, 13, a Patrulha Maria da Penha, em Farroupilha. Uma equipe, capacitada para executar ações do Programa de Prevenção à Violência Doméstica e Familiar, fará visitas regulares em dias e horários diversos às mulheres vítimas de violência doméstica e familiar. A Patrulha Maria da Penha realizará as ações a partir do deferimento da medida protetiva de urgência feita pelo Poder Judiciário. Somente ontem, primeiro dia de execução da iniciativa, três pessoas receberam a visita da guarnição, mas outros casos já estão sendo analisados para serem averiguados. A ação é permanente.

De acordo com o Comandante do 36º BPM, Major Juliano Amaral, a quantidade de visitas às mulheres vítimas de violência deve variar de acordo com a gravidade do caso e do tempo de vigência da medida protetiva de urgência. Segundo ele,  a visita será feita com a máxima discrição possível, de forma a evitar constrangimento desnecessário sem expor a vítima. “Nosso objetivo além de aproximação da comunidade, é disponibilizar mais um serviço de proteção”, destacou. “Resgatamos a segurança, auto estima da vítima, fortalecemos a rede de proteção, ao ponto de causar desconforto ao autor dos fatos ou ameaças, pois ele saberá que muito mais de um registro contra sua pessoa, a Brigada Militar estará monitorando suas ações”, detalhou.

Conforme o Major, além do envolvimento do poder judiciário e das forças de segurança do município, também há a participação e o apoio do poder público municipal. “Em Farroupilha, contamos também com o apoio e trabalho da Coordenadoria da Mulher, a qual desenvolve um trabalho de assessoramento, assistência, apoio às mulheres, integrando a rede aos serviços de atendimento envolvendo todas as politicas sociais públicas, bem como instituições privadas, com o intuito de proporcionar as mulheres vítimas de violência, risco e vulnerabilidade social, um acolhimento, bem como trabalhar a prevenção e combate a violência contra as mulheres”, completou.

Foto: Brigada Militar