Amesne propõe classificação com “bandeira vinho” para a Serra gaúcha

Uma proposta desenvolvida pelos prefeitos da Serra gaúcha, por meio da Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne), sugere ao Governo do Estado a criação da bandeira vinho, dentro do Modelo de Distanciamento Controlado Compartilhado. De acordo com a entidade, a nova classificação tem o objetivo que retomar a economia da região serrana. A proposta foi encaminhada ao governador, Eduardo Leite, que deverá analisá-la juntamente com o comitê responsável. Nesta sexta-feira, 32, o líder vai anunciar atualizações no Modelo de Distanciamento Controlado.

O intuito da proposta é estabelecer regras que sejam mais brandas do que a vermelha e mais rígidas do que a laranja. Com isso, o comércio não essencial e os restaurantes, por exemplo, poderão trabalhar de forma mais flexível durante o período. “Se em bandeira laranja os restaurantes, por exemplo, podem atender com 50% da capacidade, torna-se plausível que criemos uma “bandeira vinho” onde esta atividade possa atender com 25% de capacidade, sempre respeitando os protocolos exigidos na bandeira vinho”, ressalta a Amesne.

Para o prefeito de Farroupilha, Pedro Pedrozo, esta nova classificação vai trazer um pouco de alívio para diversos setores econômicos e para a população. Ele ressalta que os prefeitos estão trabalhando para que o governador considere a proposta, principalmente por atender os anseios dos setores envolvidos.

PROTOCOLOS DA BANDEIRA VINHO