Brasil de Farroupilha feminino está classificado para as quartas de final do Gauchão 2018

O Feriadão que comemorou o Dia das Crianças e de Nossa Senhora Aparecida não teve nenhum descanso para as mulheres Rubro Verdes. A classificação passava pelas partidas em casa: na sexta-feira diante do Ijuí, e no domingo diante do poderoso Internacional, líder invicto da competição.

Sabedoras das dificuldades, as atletas farroupilhenses entraram dispostas a confirmar a classificação ainda na sexta-feira, partindo pra cima da equipe de Ijuí e conseguindo abrir o marcador já com três minutos de jogo no oportunismo de Pati. Após o gol o jogo permaneceu equilibrado, com o Ijuí buscando o empate que lhe garantiria a terceira posição da chave, mas parou na boa atuação da goleira Karol e a equipe farroupilhense que foi letal: em um contra-ataque, Tuca se preparava para marcar o segundo gol quando foi deslocada pela zagueira Ijuiense. Pênalti marcado e convertido por Bruna Galiotto. O 2×0 perdurou até o final da primeira etapa.

Na etapa final, o Ijuí fez uma substituição que o deixou mais ofensivo e passou a ocupar novamente o campo de defesa do Brasil, que se manteve organizado e, mais uma vez decisivo, com as entradas de Fran e Fabi, o Gigante das Castanheiras se tornou mais veloz e em uma jogada de penetração, falta frontal, a artilheira Pati ajeitou a bola e a colocou caprichosamente no travessão, porém no rebote a oportunista Tuca empurrou para a rede: 3×0.

Com esse placar, o técnico Fernando Varani aproveitou para realizar mais 4 alterações na equipe, recuperando potencial físico da equipe para segurar o resultado, não permitindo o Ijuí chegar próxima a grande área. Funcionou, porém em um belo chute, a centroavante Ijuiense bateu de fora a área sem chances para Karol, descontando o placar.
Mas a tarde era mesmo do Rubro-verde. Em uma bela jogada ultrapassagem, Tuca apara lindo cruzamento, marca o gol, anulado equivocadamente pela arbitragem. Gol que sairia em seguida, em ótima arrancada de Pati, ela apenas desloca a goleira adversária e sacramenta a vitória, goleada e a classificação do Brasil em terceiro lugar na chave.
O resultado foi muito comemorado por atletas, comissão técnica e dirigentes.

Com a classificação alcançada na sexta-feira, o jogo de domingo diante do Internacional se tornou mais tranquilo, sem a necessidade de pontuar para garantir posição e sabendo da grande qualidade do adversário, umas das referências em futebol feminino no Sul do Brasil, o Rubro verde prezou pela precaução, marcando muito e arriscando-se pouco, além de poupar algumas atletas que vinham com sintomas de lesão.

Porém o que se viu foi um Internacional impiedoso, como em todo o campeonato, jogando com muita objetividade finalizou o primeiro tempo vencendo por 5×0. No segundo tempo, as duas comissões técnicas realizaram todas as alterações possíveis. Mesmo com uma leve melhora, o Brasil sofreu mais 3 gols, encerrando a tarde com uma goleada de 8×0 impiedosa, porém inferior às aplicadas aos adversários que foram de 12×0 e 11×0. O colorado manteve sua invencibilidade e sua sina de não ter sofrido nenhum gol na competição.

O Brasil classificou-se em terceiro lugar na chave A com 10 pontos ganhos e agora pega o Oriente de Canoas nas quartas de final da competição em jogos de ida e volta. A FGF ainda não definiu as datas dos confrontos.

Informações e foto: SERC BRASIL DE FARROUPILHA