Celso Sgorla recebe troféu pelo trabalho realizado no radiojornalismo

Na reunião-almoço da CIC Caxias do Sul desta segunda-feira, 25, foi realizada a entrega do Troféu ARI Serra Gaúcha 2019 para nove profissionais da comunicação. Entre os homenageados esteve o jornalista da rádio Miriam Caravaggio, Celso Sgorla, na categoria radiojornalismo. No evento, um dos agraciados, jornalista Luís Antônio Giron, que é editor da revista ISTOÉ, palestrou sobre o tema “As redes sociais mataram a verdade”?. Esta foi a 12ª edição do prêmio, que tem a finalidade de valorizar o papel dos comunicadores na sociedade.

Sobre Celso Sgorla
O profissional formou-se em Comunicação Social – Habilitação Jornalismo, pela Universidade de Caxias do Sul (UCS), no ano de 1999. Iniciou sua atuação no radiojornalismo na Rádio São Francisco, de Caxias do Sul, onde permaneceu por 16 anos. Também atuou ao longo de 10 anos na Rádio Guaíba de Porto Alegre, como correspondente da região da Serra. Desde o ano de 2012, trabalha na Rádio Miriam Caravaggio, em Farroupilha. Além disso, Sgorla é correspondente do Jornal Correio do Povo, de Porto Alegre, na região da Serra, há 21 anos.

Profissionais que receberam o Troféu ARI Serra Gaúcha 2019
Marcos Fernando Kirst (Jornalismo Digital e Impresso)
Juares Franco (Jornalismo Audiovisual)
Celso Sgorla (Radiojornalismo)
Lucinara Masiero (Assessoria de Imprensa)
Gilmar Gomes (Imagem)
Jomba Salim (Propaganda e Marketing)
Neide Tomazzoni Michelon (Relações Públicas)
Luís Antônio Giron (Destaque Nacional)
Guiomar Chies (Contribuição à Comunicação)

 

Confira as fotos da homenagem ao jornalista Celso Sgorla:

Fotos: Gleici Trois