Contribuintes reclamam do valor do IPTU 2019 em Farroupilha

O reajuste do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de Farroupilha para 2019 foi de 10,23% com base no Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), mas em alguns casos, contribuintes dizem que a elevação foi maior e em alguns casos passou de 150%.

O secretário municipal de Finanças, Benami Spilki, lembra que por 25 anos os governos municipais não fizeram as adequações necessárias e isso gerou grandes distorções nos valores  do IPTU, citando como exemplo terrenos que valiam R$ 300 mil  que pagavam apenas R$ 10,00 de  imposto.

Ele  destacou que a atual administração tomou medidas para reavaliar os valores que estavam sendo pagos e corrigir essas distorções. Benami lembra que quando foi feita a avaliação da planta de valores foi criado um teto e havia contribuintes que teriam que pagar 1.600% de aumento. Para esses foi criado um teto de 80% e durante algum tempo vai pagar esse percentual até adequar os valores.

O secretário informou ainda que 2015 foi lançado o Marco Zero para que o contribuinte adequasse o seu imóvel ao que realmente havia de área construída.

No ano passado foi iniciado o recadastramento imobiliário onde dos 37 mil imóveis existentes 15 mil já foram recadastrados via satélite e visitados pela fiscalização. Depois disso as alterações foram lançadas no sistema.

Benami Spilki afirmou que o contribuinte tem o direito de examinar seu processo e pedir revisão e se houver alguma coisa em desacordo será corrigida. Ele pede que o contribuinte se dirija até a o setor de planejamento da prefeitura ou de protocolo e faça um requerimento de revisão do lançamento do IPTU. O contribuinte deve levar consigo o carnê do IPTU deste ano e se quiser também o de 2018, além de um documento de identidade.

O  pagamento em cota única do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de Farroupilha está previsto para o dia 22 de abril. Para os contribuintes que optarem pelo pagamento à vista, os descontos no IPTU podem variar de 10% a 17%, conforme os critérios estabelecidos. Para quem parcelar em seis vezes, o primeiro vencimento também será para o dia 22 de abril, assim como para o pagamento em cota única. (ouça áudio)

 

Ouça a entrevista com o secretário municipal de Finanças, Benami Spilki: