Corsan e Prefeitura de Farroupilha assinam contrato de início de obras de redes coletoras de esgotos sanitários

A Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), anunciou em solenidade nesta tarde de quinta-feira, dia 24, o início das obras de implantação de 21,9 km de redes coletoras de esgotos sanitários e ramais prediais em Farroupilha. As obras terão um investimento na ordem de R$ 11, 7 milhões. A área de cobertura da instalação dessas redes coletoras abrange parte dos bairros Santa Catarina, Cruzeiro, Nova Vicenza e Bela Vista, o que corresponde a uma população de 3.837 habitantes. O ato de assinatura de início das obras ocorreu no salão nobre da Prefeitura de Farroupilha.

De acordo com o diretor de expansão da Corsan, Marcus Vinicius Caberlon, o prazo de execução desta obra é de 30 meses. No entanto, ele reconhece que possivelmente poderá haver atrasos na finalização. Isso porque, segundo ele, há diversos fatores que influenciam a execução da implantação da redes coletoras, como o próprio clima. De toda forma, ele lembra que os benefícios à população serão muitos, e que embora as obras possam causar certos transtornos à rotina dos farroupilhenses, ao final, valerão à pena.

Ainda conforme lembra Caberlon, teve início no ano passado, a construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), que está em fase adiantada de construção, e que deve ser finalizada e entrar em operação no segundo semestre deste ano. Dessa forma, assim que as redes de esgoto estiverem parcialmente concluídas, o esgoto já poderá ser transportado para a ETE para iniciar o tratamento. Caberlon enfatiza que as obras de implantação das redes coletoras de esgoto devem começar pelo bairro Santa Catarina e seguir em direção ao centro da cidade.

 

Ouça a entrevista com o diretor de expansão da Corsan, Marcus Vinicius Caberlon:

 

Foto: Mirna Messinger