Dezessete municípios já registraram denúncias na Campanha Máscara Roxa

A campanha Máscara Roxa já registrou no Rio Grande do Sul cerca de 1.400 Farmácias Amiga das Mulheres, desde seu lançamento no início da pandemia. São seis redes de farmácias em dezenas de municípios que aderiram a proposta do Comitê Gaúcho ElesPorElas, da Organização das Nações Unidas (ONU) Mulheres. Trata-se de uma grande rede que visa oferecer uma alternativa segura para que as mulheres vítimas de violência doméstica possam denunciar seus agressores com sigilo. Pelo menos 17 municípios até o final de julho, já haviam entrado em contato com as suas respectivas delegacias de polícia, para entregar os registros feitos nos estabelecimentos.

Além de outras regiões do estado, os 34 municípios de abrangência da Associação da Encosta Superior do Nordeste (Amesne), receberam a campanha no dia 23 de julho. Nesta quinta-feira, 30, o lançamento ocorreu na região do Alto Uruguai. Todos os atos de lançamentos estão sendo virtual, em uma plataforma de videochamada para reuniões. Participam o Ministério Público, Poder Judiciário, Legislativo, Defensoria, Poderes Executivo municipal e estadual, Brigada Militar, Polícia Civil e movimentos de mulheres que ajudaram a construir a campanha. Ainda foram convidados proprietários de farmácias e lideranças locais.

Segundo o coordenador do Comitê Gaúcho, deputado estadual Edgar Pretto, o movimento surgiu a partir de uma orientação da Organização das Nações Unidas (ONU), que viu aumentar o número de feminicídios com a chegada da pandemia. O movimento EelesPoElas existe desde 2014, criado pelo órgão. No Rio Grande do Sul em 2020 comparado com 2019 houve um aumento de 66,7% no número de atentados violento contra as mulheres, por seus companheiros.

O deputado conta que a ONU solicitou que todos os países membros constituíssem políticas públicas afirmativas que possam facilitar o acesso das mulheres, vitimas de violência, denunciar seus agressores. O deputado lembra que com o isolamento em função da pandemia, fica mais difícil para as mulheres denunciarem, por isso esse aparato montado pelo Comitê vai permitir que ela possa fazer, sem precisar se expor. Como as farmácias estão abertas na pandemia, elas se tornaram um espaço propício para isso, embora essa ação não tenha apoio do governo federal, que não seguiu as orientações da ONU.

COMO FUNCIONA A DENÚNCIA

As farmácias que assinarem o protocolo recebem um selo roxo “Farmácia Amiga das Mulheres”. Quem pretende fazer a denúncia, chega no estabelecimento e solicita uma máscara roxa, o produto não existem, é apenas um selo para efetuar a denúncia. O funcionário, por já estar orientada vai dizer que está em falta com esse produto e vai pedir para abrir um cadastro. É nesse momento que começa o registro da vítima, ela vai passar o seu nome, endereço, o número do seu telefone e outro número que pode ser de um familiar ou amigo, já que o agressor geralmente faz vigilância do telefone da vítima. Após isso, o atendente vai repassar para a Polícia Civil, no número que ela tem na Farmácia, que foi disponibilizado especificamente para a campanha, que atende 24 horas. O funcionário vai escrever “Máscara Roxa” e as quatro informações que a vitima passou, não havendo necessidade de identificar o atendente e nem a farmácia. A única identificação é do município ao qual a vitima reside, já que a campanha acontece em rede. A partir daí acionam-se todos os órgãos que fazem parte da Rede, inclusive para garantir as medidas protetivas, caso necessário e por fim, se já existe registro do agressor no sistema, a Brigada Militar poderá ser acionada para retirar a vitima do ambiente doméstico, afastando ela do agressor.

Dos 34 municípios da Amesne, 16 possuem Farmácias Amigas das Mulheres:

Antônio Prado: Farmácias Associadas.
Bento Gonçalves: Farmácias Associadas.
Carlos Barbosa: Farmácias Associadas / Vida Farmácias / Farmácia Essência / Tchê Farmácias.
Caxias do Sul: Farmácias Associadas /Vida Farmácias / Farmácia do IPAM / Agafarma / Preço Mais Popular / Tchê Farmácias.
Farroupilha: Farmácias Associadas / Preço Mais Popular.
Flores da Cunha: Farmácia do Trabalhador.
Garibaldi: Farmácias Associadas / Farmácia Essência / Preço Mais Popular.
Guaporé: Farmácias Associadas / Agafarma.
Nova Araçá: Farmácias Associadas / Agafarma.
Nova Bassano: Vida Farmácias / Agafarma.
Nova Prata: Agafarma.
Paraí: Farmácias Associadas.
São Marcos: Farmácias Associadas.
Serafina Corrêa: Farmácias Associadas / Agafarma.
Veranópolis: Agafarma.
Vila Flores: Agafarma.

OUTROS LANÇAMENTOS REGIONAIS

Até o final de agosto o Comitê Gaúcho da ONU Mulheres também lançará a Campanha Máscara Roxa nas regiões Fronteira Oeste, Noroeste, Missões, Planalto Médio, Serra, Campos de Cima da Serra, Vale do Caí, Vale do Rio Pardo, Carbonífera e Alto Uruguai. Os lançamentos virtuais já ocorreram nas regiões Metropolitana de Porto Alegre, Paranhana, Vale do Rio dos Sinos, Norte, Centro, Celeiro, Sul, Planalto, Alto da Serra do Botucaraí, Litoral Norte e Alto Uruguai, abrangendo ao todo 218 cidades.

Foto: Gleici Trois