Diocese de Caxias do Sul emite decreto após definição da bandeira vermelha

Diante do anuncio do Governo do Estado de que a Serra gaúcha está sob a bandeira vermelha do distanciamento social, a Diocese de Caxias do Sul emitiu nesta quarta-feira, 17, um novo decreto para orientar o funcionamento das paróquias. No comunicado, o bispo Dom José Gislon destacou, principalmente, a suspensão das missas com a presença de público. As celebrações devem ser realizadas somente de forma privada e, se possível, com transmissão pelos meios de comunicação. O decreto passa a valer a partir de hoje e é válido até quando perdurar a bandeira vermelha na região. Confira a nota da Diocese de Caxias do Sul:

COMUNICADO OFICIAL

DOM JOSÉ GISLON, OFMCap, por Mercê de Deus e Santa Sé Bispo Apostólica Bispo Diocesano de Caxias do Sul, considerando uma medida divulgada pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul, sobre uma mudança de classificação da Região da Serra Gaúcha para “bandeira vermelha”, de acordo com o Modelo de Distanciamento Controlado adotado no Estado, para conter o avanço da pandemia de Covid-19 (Coronavírus),

DECRETA

as seguintes medidas, para todas como Paróquias, Comunidades, Pastorais e Movimentos eclesiais do território de Diocese de Caxias do Sul (exceto para municípios que não estão sob a “bandeira vermelha”, a saber, São Francisco de Paula, Cambará do Sul, Imigrante e São Valentim do Sul):

1) Ficam SUSPENSAS as celebrações de Missas, Sacramentos e cultos com a presença de fiéis. Os sacerdotes continuarão celebrando Santa Missa todos os dias, de forma privada, oferecendo as orações de modo especial pela saúde da população, pelos profissionais de saúde, os enfermos e as famílias enlutadas;

2) A critério do pároco, as Igrejas paroquiais, podem permanecer abertas, de acordo com a realidade de cada local, para que os fiéis tenham acesso ao templo e possam rezar de forma individual, tendo extremo cuidado quanto às exigências de higienização dos ambientes . Os presbíteros procurem dedicar mais tempo à oração e ao atendimento dos fiéis por telefone ou através das redes sociais. Muitos paroquianos precisam de conforto, serenidade e palavras de fé e esperança para vencer o medo e o isolamento social;

3) Neste período de exceção, todos os fiéis são convidados a acompanhar Santa Missa pelos meios de comunicação, como televisão, internet ou rádio. Cumprindo, dessa forma, o preceito dominical, poderemos todos permanecer em comunhão e unidos à comunidade de fé;

4) Os presbíteros tenham o cuidado pastoral de levar, pessoalmente, a Sagrada Comunhão Eucarística e o Sacramento da Unção dos Enfermos aos idosos e doentes que solicitam, manifestando, dessa forma, a proximidade da Igreja às pessoas que mais sofrem;

5) O Sacramento da Penitência (Confissão) pode ser realizado em ambiente amplo e arejado, sempre com o cuidado de manter distância entre o confessor e o penitente e o uso de máscara;

6) Os Batizados sejam celebrados somente em casos de emergência (in articulo mortis);

7) Sobre os funerais e exéquias: a) os padres e ministros que se encontram no grupo de risco não presidam as cerimônias fúnebres; b) a Celebração de Exéquias (Encomendação), sem Missa, seja restrita ao número estabelecido pelas normativas de cada funerária ou capela mortuária, observando-se as determinações gerais;

O presente decreto entra em vigor na data de hoje e é válido até quando perdurar a classificação “bandeira vermelha” para a nossa região, conforme determinação do Governo do Estado.

Enfrentando com coragem da fé os sofrimentos do tempo presente, busquemos cada vez mais renovar e fortalecer a nossa esperança no Senhor da vida, intensificando nossas orações e assumindo, com lucidez e responsabilidade, ou imperativo cristão da defesa e cuidado da vida humana, como “dom e compromisso”.

Pela intercessão de Nossa Senhora de Caravaggio, Mãe, Rainha e Padroeira de nossa Diocese, invoco sobre todos as bênçãos divinas de saúde e paz.

Dado e passado em nossa Cúria Diocesana, sob o sinal do nosso selo.

Caxias do Sul, 17 de junho de 2020.
Bispado de Caxias do Sul

 

Foto: Leandro Ávila