Farroupilha e Caxias analisam como irão proceder na Romaria de Caravaggio

O Prefeito Flávio Cassina e o Vice-prefeito Edio Elói Frizzo de Caxias do Sul receberam na manhã desta terça-feira, 19, a visita do prefeito de Farroupilha, Pedro Pedrozo. Ele, que era vice-prefeito, assumiu o município esta semana após o impeachment do prefeito Claiton Gonçalves.

Pedrozo fez uma visita de cortesia, mas trouxe a preocupação com a romaria de Caravaggio no próximo final de semana e na terça-feira, 26, data da comemoração. Segundo ele, o Santuário será fechado para os veículos, mas não tem como impedir das pessoas irem a pé até lá.

Pedrozo e Cassina decidiram que será feita uma mobilização das duas prefeituras para alertar a comunidade que, como as missas serão transmitidas apenas online este ano, em virtude da pandemia, não serão oferecidos os serviços como nos anos anteriores.

Por parte da Prefeitura de Caxias, estarão mobilizadas a Secretaria da Segurança Pública e Proteção Social, por meio da Guarda Municipal e a Fiscalização de Trânsito da Secretaria de Trânsito, Transportes e Mobilidade para informar e orientar as pessoas que forem acessar a Estrada dos Romeiros nestes dias. A ação será organizada em uma reunião nesta quarta, às 8h30, no Salão Nobre.

Pedroso disse que já esteve reunido com a promotoria pública e Brigada Militar de Farroupilha para debater sobre as ações que serão realizadas  para coibir a ida de romeiros a Caravaggio

“Não terá água, banheiros, pontos de descanso, recolhimento de lixo, segurança, alimentação (tanto no percurso como no Santuário) e ambulâncias, o que é perigoso para os romeiros. Então conclamamos que as pessoas, este ano, se preservem e acompanhem a romaria pelas redes sociais”, disse Pedrozo.

 

Ouça áudio com o prefeito Pedro Pedrozo:

 

Foto: Fabiana de Lucena-divulgação