Fran Somensi é indicada para as comissões de Constituição e Justiça e Finanças e Orçamento

A deputada Fran Somensi de Farroupilha, já no seu primeiro ano de mandato, foi indicada para ocupar as duas cadeiras mais importantes dentre as comissões permanentes do legislativo estadual.

O PRB com dois representantes na Assembleia, Fran e Sergio Peres, teve direito a quatro assentos e optou por compor as comissões da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), por onde passam todos os projetos que tramitam na casa; Finanças e Orçamento, onde todos os anos é discutido o orçamento do Estado;  a comissão de direitos humanos e a comissão de Desporto, Educação e Cultura, comissão também importante para o partido já que o secretário da pasta é o também republicano João Derli. Pelo regimento da casa cada deputado deve ser membro de duas comissões permanentes, por isso, partidos como MDB e PT (8 deputados cada ) tiveram número maior de assentos. Fran foi indicada para CCJ e Finanças e orçamento que iniciam seus trabalhos já na próxima semana.

Além da conquista nas comissões, a deputada Fran Somensi também protocolou na casa o pedido de instauração da Frente Parlamentar de Logística Reversa de Medicamentos, principal bandeira defendida pela republicana nas eleições de 2018. De acordo com a proposição, o intuito é colocar em debate a doação e reutilização de medicamentos, e a responsabilidade sócio-ambiental  pelo descarte correto dos medicamentos vencidos. “Esta Frente Parlamentar nos possibilita criar um espaço exclusivo dentro da Assembleia para debater o assunto com foco e profundidade e, ao mesmo tempo, juntos com essa frente vamos levar esse debate para outros municípios do estado, ampliando o tema em nível estadual”, comemora Somensi.

Francis que também é Farmacêutica e primeira dama do município de Farroupilha, é a idealizadora da Farmácia Solidária. O projeto que funciona há mais de três anos na cidade serrana com pouco mais de 70 mil habitantes já beneficiou mais de dez mil pessoas e evitou o descarte incorreto de duas toneladas de medicamentos vencidos. A Solidare – Farmácia Solidária recebe doações de medicamentos da própria população e de consultórios médicos, esses medicamentos passam por uma triagem por profissionais qualificados e são redistribuídos gratuitamente a população que precisa. Além da doação, o projeto que gerou uma economia acima de 1,3 milhões aos cofres públicos,  envia os remédios vencidos para o descarte correto, evitando a contaminação do solo, ar e da água.

 

Foto: Adroir Silva