Inscrições para seis vagas do Minha Casa Minha Vida seguem até dia 12 de abril

Quem planeja conquistar a sua casa própria, tem uma boa oportunidade em Farroupilha. A Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação abriu inscrições para o preenchimento de seis vagas para os apartamentos do Minha Casa Minha Vida Faixa 2, para famílias com renda mensal entre R$ 2,6 mil e R$ 4 mil. De acordo com a secretária, Maria da Glória Menegotto, os imóveis fazem parte do Residencial Vista do Vale, que está sendo construído no bairro 1° de Maio e tem previsão de conclusão para o ano de 2020. Ao todo, o complexo terá 220 apartamentos.

Os interessados devem estar enquadrados em alguns requisitos, em listagem descrita abaixo. Para efetuar a inscrição, basta comparecer na sede da secretaria, junto ao Centro de Atendimento ao Cidadão (CEAC), até está sexta-feira, dia 12, munido dos documentos necessários, também disponíveis no final desta matéria. O atendimento é realizado diariamente, das 9 horas às 16 horas. Mais informações no edital.

Os apartamentos são estruturados com dois dormitórios, sala com sacada, cozinha, medidor individual de água, salão de festa e brinquedoteca, quiosque com churrasqueira, piso laminado na sala e dormitórios, o prédio é cercado e com guarita de acesso.

Para realizar a inscrição, os interessados deverão:

  1.  Residir em Farroupilha;
  2. Não ser proprietário ou promitente-comprador de imóvel;
  3.  Possuir CPF regular e não estar negativado em entidades de proteção ao crédito (SPC, SERASA e outros);
  4.  Não ter sido beneficiado anteriormente em programas de habitação social de qualquer esfera de Governo (Municipal, Estadual e Federal) e/ou estar incluso no CADMUT. Esclarece-se que a inclusão no CADMUT deverá ser relativa a aquisição de imóvel e não apenas de material de construção;
  5. Possuir renda familiar entre R$ 2.600,00 (dois mil e seiscentos reais) e R$ 4.000,00 (quatro mil reais), compatível com o Programa Minha Casa Minha Vida, faixa 2.

Documentos necessários:

  1. Declaração (Anexo Único) e conta de água, luz, contrato de aluguel do interessado ou documento declaratório do proprietário do imóvel onde reside/residiu com reconhecimento de firma;
  2. Declaração (Anexo Único) e certidão do Registro de Imóveis de Farroupilha e da cidade de origem do interessado, para a comprovação de não ser proprietário ou promitente-comprador de imóvel. Esclarece-se que a propriedade de fração ideal inferior a 40% de imóvel não é considerada para os fins desta exigência;
  3. Declaração (Anexo Único) para a comprovação de não ter sido beneficiado anteriormente em programas de habitação social de qualquer esfera de Governo;
  4. RG, CPF e Certidão de Nascimento/Casamento de todos os integrantes do núcleo familiar e/ou Escritura Pública de União Estável, se existir.

Ouça a entrevista completa com a secretária de Desenvolvimento Social e Habitação de Farroupilha, Maria da Glória Menegotto:

 

Foto: Divulgação/ Prefeitura de Farroupilha