Maior parte dos homicídios em Farroupilha tem relação com o tráfico de drogas

O primeiro trimestre de 2019 teve um saldo de oito homicídios em Farroupilha. Esse número já ultrapassa os crimes contra a vida ocorridos durante todo o ano de 2018, que fechou com sete assassinatos. Em entrevista à Rádio Miriam Caravaggio, o comandante adjunto do 36º Batalhão de Polícia Militar, com sede em Farroupilha, Major Juliano Amaral, disse que  maior parte desses crimes tem relação com o tráfico de drogas. Ele lembra que no ano passado, até o final do mês de março, três pessoas haviam sido assassinadas, uma em fevereiro e duas em março.

O Major Juliano revela ainda que nos três primeiros meses deste ano foram feitas 21 prisões em flagrante por tráfico de drogas, em 2017 foram 15 prisões, e em 2018, 63 pessoas foram presas por envolvimento com o tráfico.

Ele comentou ainda sobre a ausência de facções criminosas na cidade de Farroupilha. Para o Major, o trabalho dos órgãos de segurança é um fator que é levado em conta na hora de uma facção decidir em qual município irá atuar.

 

Ouça a entrevista com o comandante adjunto do 36º BPM, Major Juliano Amaral:

 

Foto: Mirna Messinger