Município de Farroupilha e Cadaval em Portugal tornam-se Cidades Irmãs

Após aprovação da Câmara de Vereadores, a Geminação de Farroupilha com a cidade de Cadaval, em Portugal, tornou-se realidade na noite desta sexta-feira, 20, com a assinatura do convênio, realizada no centro de Eventos Mário Bianchi, durante o último fim de semana do Festival do Moscatel. Uma comitiva lusitana visitou Farroupilha e seus pontos turísticos para conhecer um pouco mais sobre a cultura gaúcha e o potencial da região, especificamente farroupilha. Estiveram em visita o Prefeito de Cadaval José Bernardo Nunes, a Primeira Dama Olga Nobre, o Presidente da Câmara de Vereadores Rui Soares, o Presidente da Adega do Cadaval Leopoldo Neves e o presidente da Aenotur Jose Arruda, que foram recepcionados no início da manhã de quinta-feira, 19, pelo Prefeito Claiton Gonçalves.

Em Farroupilha eles visitaram à Tramontina, Cooperativa São João, Adega Chesini, Cervejaria Blauth Bier, Salto Ventoso, e jantar na Semana Farroupilha Bem Gaúcha. Na sexta-feira, 20, Cadaval e Farroupilha assinam oficialmente o convênio de intercâmbio durante o Festival do Moscatel. Assim como Farroupilha, a cidade de Cadaval é conhecida por conta da excelência na produção de espumantes e vinhos de grande qualidade.

A parceria dá início ao processo de Geminação, que surgiu no mês de abril deste ano, quando o secretário de Turismo e Cultura, Francis Casali esteve em Portugal, apresentando os vinhos e produtos de Farroupilha. O Prefeito de Cadaval José Bernardo Nunes, disse que Portugal produz vinhos há mais de 800 anos, mas ficou encantado com a qualidade dos vinhos moscatéis produzidos em Farroupilha. Ele ressaltou o uso da tecnologia utilizada na produção na região da Serra Gaúcha.

Nunes adiantou que a partir de março deve iniciar o intercâmbio entre os dois municípios, que é a ida de farroupilhenses para acompanhar o processo utilizado e conhecer, presencialmente, como os portugueses de Cadaval, produzem e processam a uva. Apesar dos 800 anos de produção, Nunes, disse que Portugal tem muito o que aprender com Farroupilha e por isso a assinatura do termo que torna os dois municípios irmãos, vai ser muito importante para a aplicação de novos conceitos, naquele município, com cerca de 14 mil habitantes, a 65 Km de Lisboa.

O prefeito Claiton Gonçalves disse que a Germinação é importante porque aproxima duas cidades, que tem vocação semelhantes no agronegócio, e, especificamente nesse processo, em função da uva Moscato, sendo que Cadaval tem uma das melhores produções do mundo, nessa espécie. Ele destaca que vai ser importante também, para abrir a oportunidade dos jovens irem até Portugal para buscar conhecimentos nessa área.

 

Foto: José Theodoro