“Não acreditava, achei que nunca iria pegar, mas sempre me cuidei, não sei onde peguei”

Com essas palavras a caxiense de 68 anos, Ivete Zinani Marchi, inicia a entrevista na manhã dessa quarta-feira, 29, no programa Jornal da Manhã da Rádio Miriam Caravaggio. Ela contou um pouco do que passou quando foi internada por causa do coronavírus. Ivete relata que toda a família foi infectada, mas assim como ela, todos estão curados. “Não era muito de acreditar, mas eu me enganei”, testemunha.

Forçada pela filha ela foi fazer os exames e quando veio o resultado do Raio-X, a surpresa, estava com o coronavírus. Pior, já apareciam várias manchas nos pulmões. Ela comenta que a partir daí não deixaram sair do hospital e teve que baixar. Isso foi no dia 09 de julho, quando à noite sentiu 40 graus de febre. No dia seguinte foi comunicada que teria que ir para a UTI, “calcule o susto que eu levei, não sei o que que eu tenho, fala com a família, não fala comigo, só diz que estou bem, tenho que ir para a UTI, meus Deus, lá foi eu, quatro dias na UTI”, relata. O depoimento completo da paciente está no áudio abaixo que pode ser acessado neste mesmo texto.

Ivete passou pelo procedimento no dia 11 de julho e foi a décima terceira paciente a passar pela transfusão do plasma convalescente no Hospital Virvi Ramos, em Caxias do Sul. Exatamente uma semana após passar pelo procedimento para o tratamento contra a Covid-19, ela recebeu alta hospitalar e foi para casa, no dia 18 de julho.

Até o momento, 19 pacientes já receberam a transfusão de plasma, sendo que vários já receberam alta hospitalar. Ivete não precisou do auxílio de ventilação mecânica para respirar durante a internação. Ela reside no bairro Galópolis e garante que está muito bem de saúde e recomenda que as pessoas se cuidem.

 

Ouça a entrevista na íntegra com a Ivete Zinani Marchi:

 

Confira o vídeo do momento em que ela recebe alta do hospital:

 

Foto: Divulgação