Prefeito de Nova Roma do Sul diz que município vive um pesadelo

O prefeito de Nova Roma do Sul, Douglas Pasuch, disse que o município está isolado e o único acesso no momento é por Antônio Prado, que eleva a distância de Caxias e Farroupilha, que é de 105 quilômetros para mais de 120. “Estamos vivendo de uma semana para cá, um pesadelo”, reclamou. Com as fortes chuvas que castigam a Serra desde a semana passada, os caminhos mais curtos que levam ao município estão interditados. A ERS-448 está bloqueada há uma semana com o rompimento do asfalto no km 36, que impede o tráfego de veículos e não há previsão para o conserto.

Nesta terça-feira, uma barreira comprometeu o trânsito na mesma rodovia, próximo a ponte. A alternativa por Pinto Bandeira está suspensa porque a estrada está submersa, o outro caminho entre Veranópolis e Nova Roma, também não permite o tráfego. Por Nova Pádua o acesso acontece através da balsa, mas que devido ao Rio das Antas estar cheio, esse serviço foi suspenso temporariamente.

A expectativa de uma solução paliativa à ERS448, no Km 36 foi frustrada nesta segunda-feira, 6, quando o Batalhão do Exército de Cachoeira do Sul comunicou que não dispõe de equipamentos para ajudar temporariamente. Ali, seria colocada uma ponte móvel para que o trânsito pudesse funcionar em meia pista até que o Departamento Autônomo de Estradas e Rodagens (Daer), realize a obra. Agora, o prefeito disse que na próxima sexta-feira, o Daer vai estar no local para encaminhar a abertura de uma via alternativa por onde passarão veículos, provisoriamente. Douglas disse ainda que o município está disposto a entrar com uma parte dos recursos para o conserto, assim como o prefeito de Farroupilha Pedro Pedrozo já havia manifestado o interesse em colaborar.

 

Foto: Claudir Luiz Lazzari