Primeira etapa da rede coletora de esgoto abrange quatro bairros em Farroupilha

Depois de mais de ano parada a obra de implantação da rede coletora de esgoto da cidade de Farroupilha foi retomada e agora esta dentro do cronograma previsto. Os trabalhos iniciados no mês de março passado têm prazo de 30 meses para serem concluídos em sua primeira etapa que compreende 21,9 Km. Com 70 mil habitantes a cidade não tem nenhum tipo de tratamento do seu esgoto. Conforme o gerente da Corsan no município, Álvaro Jacobsen, nesta primeira etapa o investimento é na ordem de R$ 11,7 milhões.

A área de cobertura da instalação dessas redes coletoras abrange parte dos bairros Santa Catarina, Cruzeiro, Nova Vicenza e Bela Vista, o que corresponde uma população de 3.837 habitantes. Conforme Jacobsen com a conclusão desta primeira etapa será possível tratar cerca de 20% do esgoto produzido na cidade.

A segunda etapa do projeto de redes coletoras será implantado no bairro 1º de Maio. Jacobsen informou que a licitação está em andamento. O projeto está estimado em R$ 21 milhões.

Concomitante as redes coletoras já está em construção a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) no bairro Santa Catarina e a expectativa é de que até o final de 2020 esteja operando. Numa primeira etapa terá capacidade para tratar 35 litros por segundo. O projeto total contempla quatro etapas e ao final terá capacidade de tratar 149 litros por segundo.

Ouça a entrevista com o gerente da Corsan de Farroupilha Álvaro Jacobsen:

 

Fotos: Celso Sgorla