Projeto autoriza inclusão do ovo na merenda escolar da rede pública estadual

A Assembleia Legislativa aprovou no último dia 03 de setembro, um Projeto de Lei (PL) que permite a inclusão do ovo in natura desidratado e seus derivados na merenda escolar de alunos da rede pública estadual. Com isso, o Rio Grande do Sul é o primeiro estado do país a incluir o produto na merenda escolar e o 5º maior produtor de ovos do país.

O projeto de autoria do deputado Ernani Polo (PP), estava na fila para votação desde 2013. Sua proposta vai de encontro a outro PL que foi votado no ano passado na Assembleia, que trata da restrição de alimentos industrializados nas Cantinas das escolas estaduais. Segundo a Associação Gaúcha de Avicultura (Asgav/Sipargs), o Rio Grande do Sul produz anualmente três bilhões de unidades de ovos e o consumo é de 253 ovos per capita no estado por habitante/ano, acima da média nacional que é de 212 por habitante ano.

A avicultura do estado congrega 40 granjas de médio produtores e em torno de 250 mini e pequenos produtores de ovos.  O diretor Executivo da Asgav, Eduardo Santos, disse que o ovo é um alimento saudável e essencial para as pessoas, pois um alimento nutritivo como o ovo tem muitas propriedades funcionais que auxiliam no desempenho escolar, suprindo os estudantes com vitaminas e energia.

O presidente da Câmara de Indústria, Comércio, Serviços e Agronegócios (Cics) de Farroupilha, Daniel Bampi, disse que o alimento resolve problemas de saúde pública, “o ovo é muito importante para o desenvolvimento da saúde humana e vai incrementar o setor da avicultura. Nós sabemos da qualidade do produto, para as crianças, jovens, gestantes e idosos”, acrescentou.

A Asgav representa a avicultura do RS e coordena o Programa Ovos RS, que trabalha constantemente na capacitação técnica e qualidade dos estabelecimentos que participam do Programa, além de desenvolver atividades de promoção e incentivo do consumo de ovos.

Propriedades do ovo

O ovo tem ferro, zinco, fósforo, potássio, manganês e selênio. Com isso, essas propriedades, ajudam a combater a anemia, dá energia para o corpo, ajuda na contração muscular, auxilia na absorção de cálcio e ainda fortalece o sistema imunológico. O alimento é muito presente na dieta de atletas.

Por muito tempo a crença de que o ovo aumenta o colesterol foi grande, no entanto, esse alimento reduz os níveis de colesterol ruim (LDL) e eleva os do colesterol bom (HDL). Não tem glúten e por isso pode fazer parte da dieta de celíacos. De uma forma geral, o alimento além de muito nutritivo é ideal para crianças quanto para adolescentes, adultos e idosos.

 

Foto: divulgação