Seleção percorrerá mais de 3 mil quilômetros durante Copa do Mundo

 

Se a Seleção Brasileira não tem o que reclamar em termos de adversários na fase de grupos da Copa do Mundo da Rússia, talvez o mesmo não se aplique às viagens. Uma vez que definiu que a sede da equipe no período de preparação em solo russo será em Sochi, os comandados de Tite vão percorrer, apenas na primeira fase um total de 3.068 quilômetros.

A logística já era motivo de preocupação do técnico Tite desde antes do sorteio. Outra torcida, essa com sucesso, foi de cair em um dos quatro últimos grupos, já que a estreia é mais tarde, possibilitando mais treinos. A longa jornada acontece por dois motivos. O primeiro — e mais óbvio — são as próprias dimensões da Rússia, um país continental. O segundo é que nenhuma das sedes que a Seleção Brasileira vai jogar ficam a menos de 500 quilômetros de distância entre si.

De Sochi, onde vai fazer os últimos preparativos até Rostov, onde faz a estreia diante dos suíços, no dia 17 de junho, são 553 quilômetros. De lá para São Petersburgo, onde encara a Costa Rica, no dia 22 de junho, a viagem é ainda mais longa — serão nada menos do que 1.800 quilômetros entre as cidades. Por fim, o último trecho a ser percorrido, de lá para a capital Moscou, é de 715 quilômetros.

No caso de avançar na primeira colocação do Grupo E, a Seleção Brasileira ainda não conhece os seus adversários, mas já sabe as demais distâncias a serem percorridas. E não é pouca coisa. No total, serão 3.625 quilômetros, entre os quais dois trechos longos — 1.049 quilômetros entre Moscou e Samara, local das oitavas de final; e 1.523 quilômetros entre Kazan e São Petersburgo, palco da semifinal.

 

Foto: Pedro Martins / Mowa Press /

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *