Deputado diz à empresários que Reforma Tributária compromete futuro do estado

A convite da Câmara de Indústria Comércio e Serviços de Farroupilha (Cics), o deputado estadual Ruy Irigaray (PSL) esteve nesta segunda-feira, 24, conversando com entidades do setor produtivo do município e região, sobre o projeto de Reforma Tributária do governador Eduardo Leite, que tramita na Assembleia Legislativa e deverá ser votado nas próximas semanas. Segundo ele não há como aprovar uma proposta que para os trabalhadores e empresários não traz nenhum benefício e compromete o futuro do estado. O deputado bolsonista disse que não está fazendo qualquer crítica a este governo, uma vez que o estado vem há 50 anos com déficit nas contas públicas, gastando mais do que arrecada, mas não concorda com um projeto que vai trazer mais dificuldades para a população.

Na sua opinião não se pode mais cobrar do trabalhador e empresário, um custo que torna cada vez mais difícil para essas classes, e, com isso o Rio Grande do Sul vem perdendo espaço para outros estados, com a saída de empresas locais. “Penso que quanto mais se arrecada, mais se gasta, então não tem como a gente aumentar mais essa conta e onerar os empreendedores do nosso estado”, reclama. Ele acredita que o setor mais impactado com a reforma será o setor primário, os que produzem alimentos.

Para o deputado, não é mais possível aceitar um estado que gasta mais do que arrecada, está em déficit há 50 anos e ainda tem uma estrutura analógica. O projeto deve ser votado em meados de setembro, enquanto isso, o parlamentar entende que é importante o debate em torno do assunto, pois é preciso partir das entidades uma frente unida e se posicionar claramente, pois da forma como o projeto foi apresentado vai trazer muitas dificuldades para a sociedade gaúcha.

Foto: José Theodoro