Dia Internacional de Prevenção do Suicídio: 10 de Setembro, falar é a melhor solução

Dia 10 de setembro é o Dia Internacional de Prevenção do Suicídio, dentro da campanha do Setembro Amarelo, que foi criado em 2015, com o objetivo de chamar a atenção para a prevenção do suicídio através da valorização da vida e iniciar uma campanha que gerasse um movimento que fosse abraçado pela sociedade. O movimento é uma iniciativa brasileira para ampliar o impacto do dia 10 de setembro, visando sensibilizar e conscientizar a população sobre a questão. Para saber mais, acesse www.setembroamarelo.org.br.

Os anos de 2020 e 2021 têm sido complexos para a saúde mental e emocional das pessoas no mundo todo, independentemente de classe social, idade, crença, profissão ou outras formas de segmentação. Com base nessa realidade, o IASP – Associação Internacional de Prevenção do Suicídio, sugeriu como tema para ser trabalhado no dia 10 de setembro, Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, a frase “criando esperança por meio da ação”. No Brasil, o CVV, entidade sem fins lucrativos que atua na prevenção do suicídio e apoio emocional, utiliza este conceito em sua campanha do Setembro Amarelo e demais ações durante este mês.

“Criando esperança por meio da ação”. Essa foi a frase de nossa inspiração para a campanha deste ano do Setembro Amarelo e queremos focar na necessidade de ação – de cada um de nós – para fortalecer na sociedade a esperança de que podemos ser mais inclusivos e menos individualistas, dando a nossa contribuição para a redução no número de suicídios.

A ideia é inspirar a atitude, a esperança não passiva, uma esperança que provoca movimento e convida para a ação, seja coletiva ou individual. Ter esperança, acreditando que é possível, é o primeiro passo, mas não basta por si só. Queremos destacar que todos nós podemos fazer parte das mudanças que queremos ver na sociedade, numa grande corrente pela vida, com atitudes construtivas para enfrentar juntos nossos medos e desafios, sempre atentos e dispostos a ajudar quem está mais frágil.

O CVV entende que é sobre estimular as pessoas a levarem esperança por meio de ações, e não passivamente. Podem ser ações coletivas ou individuais, mas é importante que elas existam para haver mais esperança em meio a tantas tristezas e incertezas. Quando pensamos o que nos dá esperança, normalmente lembramos de algo em movimento, um gesto, uma iniciativa, algo prático que nos inspira e mostra que é possível superar o que estamos passando. Estimular a conversa aberta, a conscientização sobre esse assunto, pode estar nas mãos de todos.

SOBRE O CVV

O CVV presta serviço voluntário e gratuito de prevenção do suicídio e apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. Os mais de 3 milhões de atendimentos de 2020 foram realizados por cerca de 4.000 voluntários em mais de 120 postos de atendimento pelo telefone 188 (sem custo de ligação), ou pelo site cvv.org.br, via chat e e-mail, além de carta.

A entidade realiza também ações presenciais (temporariamente suspensas devido à pandemia), como palestras, Curso de Escutatória e grupos de apoio a sobreviventes do suicídio – GASS. O CVV é uma entidade financeira e administrativamente independente, mantendo-se por meio de doações de pessoas físicas e jurídicas – para colaborar, acesse cvv.org.br.

SOBRE O SUICÍDIO

O suicídio é um problema de saúde pública que mata pelo menos um brasileiro a cada 45 minutos, mais do que o HIV e muitos tipos de câncer.. É muito importante falar a respeito de suicídio. Apesar de o assunto ser delicado, é importante conversamos sobre o tema e maneiras como preveni-lo. Muitas pessoas pensam que esse ato é uma realidade distante e que afeta poucas pessoas, mas, infelizmente, os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram o contrário. De acordo com a OMS, a cada 40 segundos, uma pessoa morre por suicídio em algum lugar do nosso planeta. Isso significa que, em um ano, mais de 800 mil pessoas perdem sua vida dessa forma.

*Dados do Ministério da Saúde

Entrevista com o voluntário do CVV – posto de Caxias do Sul, João Erni Machado dos Santos:

 

Confira o vídeo:

 

Foto: CVV – Posto de Itapema