Máquina para a colheita da uva é apresentada a agricultores de Bento Gonçalves

Uma máquina que faz a colheita da uva nos parreirais foi apresentada a um grupo de agricultores na última terça-feira, dia 22, no interior de Bento Gonçalves. O encontro foi promovido pelo Sindicato Rural da Serra Gaúcha (SRSG) e teve o intuito de mostrar aos viticultores o instrumento de colheita mecanizada. O equipamento permite maior agilidade na colheita, chegando a retirar dos parreirais cerca de 4 a 6 mil quilos da fruta por hora.

O maquinário foi projetado nos anos de 2011/2012 por dois irmãos da família Battistin, residentes em Nova Roma no Sul. No momento, a máquina encontra-se em fase de testes e aperfeiçoamentos para posterior ingresso no mercado comercial.

De acordo com o presidente do Sindicato Rural da Serra, Elson Scheneider, os parreirais não precisam estar em terreno plano. “É um sistema hidráulico que se ajusta conforme o parreiral. Então pode ter em área plana ou área montanhosa”, comenta Scheneider. Ele informa também que, em questões de perda, o desperdício de grãos é menor do que da colheita à mão. Nos próximos meses é possível que os dados já estejam mais precisos, sendo quantificados em números.

A estimativa é de que quando comercializada, a máquina acoplada ao trator deve custar cerca de R$ 100 mil. Já a autopropelida fica em torno de R$ 180 a R$ 200 mil.

Entidades do setor como a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e o próprio Sindicato Rural da Serra Gaúcha (SRSG) estão apoiando os criadores do equipamento e levando o assunto até os produtores rurais e interessados. Nos próximos dias, mais comunidades da região devem receber o encontro para conhecer melhor o maquinário.

 

Confira as fotos do encontro ocorrido em Bento Gonçalves para mostrar o funcionamento da máquina de colher uva:

Fotos: Sindicato Rural da Serra Gaúcha (SRSG)

 

Veja o vídeo que mostra o funcionamento da máquina: