Movimento Mães que Oram pelos Filhos fará encontro no Santuário de Caravaggio

Nascido no Espírito Santo em 2011, o movimento Mães que Oram pelos Filhos ganha espaço em todo país a cada ano que passa, unindo mulheres pelo mesmo propósito: restaurar as famílias pelo poder da oração de intercessão. Atualmente, o movimento está espalhado por todo país e representado também no Rio Grande do Sul, com pelo menos 11 grupos oficiais distribuídos em diferentes Dioceses.

No dia 23 de outubro, ocorrerá o II Encontro Estadual e, desta vez, o cenário será o Santuário Diocesano de Nossa Senhora de Caravaggio, em Farroupilha. O encontro será fechado para participantes previamente inscritas, e terá a participação da fundadora Angela Abdo. A coordenadora estadual do movimento, Maria de Fátima Araújo dos Santos explica que cada grupo costuma ter, em média, cerca de 30 mães. Nem mesmo a pandemia impediu que a união entre as mães acontecesse semanalmente: as reuniões passaram a ser em formato virtual.

Desta forma, estas mulheres puderam seguir juntas pela imensa vontade de interceder pelos seus filhos. “Qualquer mãe é acolhida. Não importa se ela é de outra religião, não importa a idade, de onde vem. Ela sempre será acolhida no movimento e chamada para orar pela nossa igreja e pela nossa família, além de lembrar dos sacerdotes”, explica Maria. Atualmente moradora de Vacaria, ela é mãe de três filhos e avó de nove netos- grupo seguidamente lembrado em suas orações.

A metodologia dos encontros é a mesma em todos os cantos do Brasil. A reunião inicia com o Terço Mariano e Terço pelos Filhos, no segundo momento a Formação (Escola de Nazaré) e o terceiro momento chamado Oracional (Lectio Divina). “Na formação, você encontra na palavra da Bíblia a orientação para orar. Você fala com Deus”, exemplifica. A duração é de, no máximo, 2 horas por encontro. Há grupos nas Dioceses de Caxias do Sul, Vacaria, Santo Ângelo, Santa Cruz, Estrela e Erechim.

As mães que moram no Rio Grande do Sul e desejam participar do movimento podem entrar em contato com Maria de Fátima Araújo dos Santos pelo WhatsApp (54) 99953-2024.

Foto: Divulgação/Mães que Oram pelos Filhos