Serra Gaúcha e Farroupilha atingem 100% de ocupação nos leitos de UTI Adulto

O cenário da pandemia no Rio Grande do Sul vem preocupando lideranças, profissionais da saúde e população em geral. Os números nesta semana mostram que o estado está enfrentando a maior onda de hospitalizações desde o início da disseminação do coronavírus. De acordo com os dados oficiais do Governo do Estado, atualizados nesta sexta-feira, às 16h07, a região da Serra Gaúcha, que tem um total de 304 leitos (público e privado), atingiu 100.7% de lotação na UTI Adulto.

Quer dizer, dos 170 leitos de Terapia Intensiva do SUS, 168 estão ocupados (98.8%). Já na rede hospitalar privada há 134 leitos de UTI, sendo que já estão sendo atendidos 138 pacientes (103%). Portanto, a média entre a rede pública e privada está em 100.7%. Além disso, os índices mostram que a região tem 853 leitos Covid-19 fora da UTI, onde 411 estão ocupados por pacientes confirmados ou suspeitos (48.2%). Quanto aos respiradores, a Serra possui 304 unidades e, neste momento, estão sendo usados 209 (68.8%).

Em Farroupilha a situação não é diferente. No Hospital Beneficente São Carlos (HBSC), única casa de saúde do município, a UTI Adulto SUS tem 13 leitos, sendo que oito estão ocupados (61.5%). Já para o atendimento da rede privada, são sete leitos de UTI, sendo que a unidade já atende 12 pacientes (171.4%). Diante disso, a média geral de ocupação na UTI do HBSC atingiu 100%.

O dado mais alarmante em Farroupilha é em relação aos internados em leitos clínicos Covid-19. De um total de 20 leitos disponíveis, 25 estão recebendo pacientes confirmados ou suspeitos do vírus, o que revela uma taxa de ocupação de 125%. Quanto aos respiradores, são 20 em UTI Adulto, onde 18 estão sendo utilizados (90%).

Foto: Gleici Trois