Comunidade Terapêutica Fazenda Esperança fecha temporariamente a ala feminina por falta de recursos

Em 2022, a Comunidade Terapêutica Fazenda Esperança, que desenvolve trabalho de recuperação de dependentes químicos, completa 15 anos de atuação em Farroupilha. A instituição filantrópica – sem fins lucrativos – está localizada na comunidade São Miguel, 4º Distrito de Farroupilha, e tem capacidade para 60 homens e 30 mulheres. Atualmente, são atendidos 40 pacientes na ala masculina, sendo que a ala feminina precisou ser fechada há dois meses, em razão da falta de recursos. Naquele momento eram oito mulheres, que precisaram ser realocadas para outras instituições da região e de Porto Alegre.

Conforme a presidente, Gabriela Bonifácio, são necessários de R$ 30 mil a R$ 40 mil para manter a instituição mensalmente. O convênio com Governo Federal, por meio da Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas (Senapred), garante o pagamento de 30 vagas a R$ 1 mil. Já com a Prefeitura Municipal de Farroupilha, o convênio é de 17 vagas a R$ 500. “O que entra normalmente não é suficiente para pagar todas as despesas e alimentação. Hoje, se não fosse pela ajuda da comunidade, a gente não conseguiria dar continuidade ao trabalho”, relata.

A instituição dispõe de estrutura ampla, com área de hospedagem, refeitório, sala para oficinas profissionalizantes, sala de palestra, academia, capela e área de lazer ao meio ao bosque. Durante entrevista, Gabriela – que é filha do idealizador João Bonifácio – anunciou que deixará o cargo de presidente, que será ocupado por Euni Correa. “Estou seguindo para um novo projeto. Faço isso sabendo que hoje tenho uma equipe sólida na instituição, que vai dar sequência ao trabalho da melhor forma”, afirma.

DOAÇÕES

Quem quiser colaborar, são aceitos alimentos, materiais de higiene e limpeza. A entrega pode ser feita junto à Comunidade Terapêutica ou combinada por meio do telefone (54) 99911-1650. Além disso, quem preferir pode fazer transferência via PIX, pela chave CNPJ: 08.903.674/0001-08.

Foto: Facebook/Comunidade Terapêutica Fazenda Esperança